Internos fogem durante princípio de rebelião no Cenam em Aracaju

Dois agentes tentaram negociar com os jovens, mas foram agredidos.
Rebelião começou por causa da apreensão de celulares e maconha.

cenam
Fuga foi registrada por volta das 5h da manhã
(Foto: Marina Fontenele/G1 SE)

Dois internos fugiram do Centro de Atendimento ao Menor, em Aracaju (SE), durante um princípio de rebelião no final da madrugada desta quinta-feira (19). Dois agentes de segurança e medidas socioeducativas foram agredidos pelos internos, que conseguiram acessar o telhado da unidade por volta das 5h da manhã.

A polícia foi acionada pelos agentes e homens do Batalhão de Choque iniciaram as buscas em um matagal, nos fundos da unidade, por onde os jovens fugiram. O helicóptero do Grupamento Tático Aéreo também foi acionado e sobrevoou a área, no entanto, após cerca de uma hora, as buscas foram suspensas, já que a equipe não localizou nenhum dos adolescentes.

De acordo com a polícia, uma confusão foi notada pelos agentes por volta das 4h30 da madrugada em uma das alas da unidade. O motivo seria a localização e apreensão de seis celulares e 300g de maconha, que estavam com os jovens. Dois agentes foram até a ala para tentar negociar e acalmar os jovens, no entanto, eles foram agredidos fisicamente.

Um dos agentes teve o braço quebrado e o outro um ferimento na cabeça. Eles foram por conta própria até o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), nas imediações do Cenam, na Zona Oeste, onde foram atendidos e por volta das 6h20 retornaram à unidade.

Muito abalados com o ocorrido eles não quiseram dar entrevista, mas disseram que a insegurança é constante e o número de agentes de medidas socioeducativas é insuficiente para o de adolescentes internos. Segundo presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança e Medidas Socioeducativas Sidney Guarany, atualmente, a unidade abriga 84 internos, sendo que a capacidade é de 40 adolescentes. Na Unidade de Internação Provisória de Sergipe (Usip) não é diferente. São 62 internos, quando a capacidade das instalações é para 54. “Segundo as normas, o correto seria um agente para cada cinco jovens, no entanto, temos um profissional para cada 16”, afirmou.

Por volta das 6h30, a situação foi controlada dentro do Centro de Atendimento ao Menor, segundo a polícia. Porém, mesmo assim, viaturas permaneceram em frente ao prédio.

fugacenam
Helicóptero do Grupamento Tático Aéreo (GTA) realizou buscas na região do Cenam em Aracaju (Foto: Magna Santana/Arquivo Pessoal)