529 mil alunos ficaram com nota zero na redação do Enem 2014, diz MEC

6sa5df6asd5As médias gerais das provas de redação e matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 tiveram queda significativa em relação à edição de 2013. Já em Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Liniguagens, as notas subiram.

O balanço geral das notas foi divulgado nesta terça-feira (13) pelo ministro da Educação, Cid Gomes, e pelo presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), Francisco Soares. A pontuação média em redação caiu de 504,3 para 470,8. Redução de 9,7%. O acesso às notas individuais de cada candidato estarão disponíveis até a noite desta terça-feira (18), de acordo com o órgão.

Em números absolutos, apenas 250 de 5,9 milhões de candidatos que tiveram os textos corrigidos obtiveram nota máxima (mil pontos). Por outro lado, 529 mil alunos tiraram nota zero, o que representa 8,5% dos participantes. Eles estão, automaticamente, eliminados. Não poderão se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que será aberto na próxima segunda-feira.

escrevendo - cadernoA pontuação média na parte de Matemática sofreu queda de 7,3%, passando de 514,1 para 473,5. Já as médias de Ciências Humanas (546,5), Ciências da Natureza (482,2) e Linguagens e Códigos (507,9) foram superiores em relação à edição de 2013 do Enem. Para o presidente do Inep, o retrocesso em redação e matemática não é alvo de preocupação. –

“O rigor do ano passado foi igual ao deste ano. Este ano tivemos mais capacitação. Portanto, a variação tende a ser menor. Estamos cada vez mais seguros que não estamos prejudicando os alunos”.

Já o ministro Cid Gomes acredita que a queda se deveria ao tema cobrado em redação deste ano. “Arriscaria uma tese: O tema de 2013 foi Lei Seca, que foi muito debatida pela mídia. Já o tema de 2014, publicidade infantil, não teve um grande processo de discussão. Não diria que foi mais difícil, pois é relativo. Não teve um grau de discussão nacional com o tema de 2013″, afirmou o ministro.

Cerca de 529 mil candidatos tiraram nota zero na redação e, portanto, foram eliminados. Eles não poderão participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições começam na segunda-feira da semana que vem.

Pouco mais de 35 mil candidatos obtiveram notas entre 901 e 999 nesta parte. Do total avaliado, 2,6 milhões de textos foram para um terceiro corretor, e outros 283.746 precisaram ser avaliados por uma banca de especialistas por conta das notas discrepantes dadas por cada corretor.

escrevendo - cadernoCORREIO