Animais nas vias é um problema sem solução em Simão Dias

Voltou a ser comum em Simão Dias, motoristas e 2-466x350motoqueiros trafegarem se deparando com equinos e até bovinos, principalmente nas rodovias. Todos os dias, jumentos, cavalos e bois são vistos em rodovias estaduais e também no centro urbano. Com isso, o alto risco de acidentes retornou com forte intensidade. Na rodovia que liga Simão Dias a Paripiranga na Bahia, mesmo tendo o posto da CPRV, não são poucos os animais que pastam tranquilamente às margens da pista e a todo instante provocando chances de fatalidades. Na saída para Lagarto, a situação chega a ser cômica, quando cidadãos fazem caminhadas ou exercícios físicos geralmente sob o olhar de algum animal na pista. Saindo para Poço Verde, condutores testemunham jumentos que acabam ficando no acostamento ou atravessando, próximo ao desvio para o povoado Brinquinho.

Esse panorama não é exclusivo apenas 1-466x350das rodovias estaduais, nas ruas do centro de Simão Dias também é normal se deparar com animais nas vias, esses, muitas das vezes, proporcionando cenas hilariantes como a de um boi nelore próximo ao ginásio de esportes, jegue na rampa de skate ou um jumento nas imediações da promotoria. O pior de tudo isso, são os donos que largam seus animais a toa sem se preocupar que tal fato pode tirar vidas ou deixar pessoas com graves sequelas em função de acidentes. Por sua vez, as autoridades pouco ou nada fazem para diminuir a incidência desse fato, levando a população a crer que só haverá providências quando ocorrer acidente fatal com pessoa influente na sociedade ou na classe política.

Nunca mais houve trabalho de recolhimento de animais pelo Governo do Estado via CPRV e tampouco, a prefeitura de Simão Dias demonstra interesse no assunto, permitindo assim que cavalos ou jumentos perambulem nas praças ou ruas da cidade.

Informações: Portal Edelson Freitas/Fotos: Sérgio Roberto