Aumento do efetivo da PM deverá ficar para o próximo ano

Polícia Militar ViaturaUma audiência judicial ocorrida na semana passada na 3ª Vara Cível de Aracaju para tratar de questões relacionadas ao contingente de remanescentes aprovados no último concurso da Polícia Militar de Sergipe, as vagas existentes na Corporação e a necessidade de aumento do efetivo ativo, definiu que a convocação de novos soldados só deverá ocorrer no próximo ano. A impossibilidade de novas despesas este ano travam o chamamento de novos policiais militares.

A audiência de conciliação contou com a presença da juíza Simone de Oliveira Fraga, o promotor de Justiça Jarbas Adelino, a procuradora do Estado, Kátia Kelen Sousa, o comandante da PM, coronel Mauricio Iunes, representando a Secretaria de Segurança Pública, além de representantes de outros órgãos do Governo do Estado.

Durante a audiência, a juíza entendeu que ante a impossibilidade do Governo de realizar despesas em 2015 em razão do orçamento atual e da escassez de recurso foi proposto que o Estado de Sergipe na pessoa das representantes da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG) se comprometeriam a comparecer em audiência no sentido de subsidiar a questão com a documentação referente ao relatório de gestão fiscal visando a possibilidade de inclusão dos concursados remanescentes no orçamento do próximo ano.

Foi marcada uma nova audiência para o dia 30 de setembro na qual deverá ser apresentada a proposta orçamentária da PM e que a mesma seja encaminhada para a SEPLAG.

Por Jornaldacidade.net