‘Batman’ volta à Câmara Municipal do Rio para apoiar professores em greve

Desta vez, o ‘paladino da Justiça’ se acorrentou em protesto.
Após desocupação, professores acampam no entorno do prédio.

95 comentários
Batman volta à Câmara Municipal para apoiar professores em greve (Foto: Mariucha Machado/G1)

Famoso por participar de manifestações no Rio, o “Batman” voltou, nesta segunda-feira (30), à Câmara Municipal, no Centro, para apoiar professores que acampam do lado de fora da Casa, após terem sido retirados à força pela PM do Palácio Pedro Ernesto no sábado (28).

Desta vez, além da fantasia, Eron Moraes de Melo, de 32 anos, apareceu usando correntes e criticou o prefeito Eduardo Paes e o governador Sérgio Cabral. “Essa corrente mostra exatamente o que estamos vivendo, a repressão, a insconstitucionalidade da lei. Esse prefeito e esse governador esqueceram o que é democracia. Se você quiser um país de primeiro mundo, você tem que ter educação de primeiro mundo. Esse é um ato simbólico da repressão”, disse o “Batman”.

O prefeito Eduardo Paes descartou, na manhã desta segunda-feira (30), que o Plano de Cargos e Salários dos professores, elaborado pelo município, seja retirado de votação na Câmara Municipal. O projeto foi encaminhado pelo poder executivo municipal ao legislativo na quinta-feira passada (26), mas a votação foi suspensa depois que professores invadiram o plenário da Casa. A previsão é de que o plano entre na pauta de votação nesta terça-feira (1º).

FONTE:G1