Criminosos se passam por policiais e matam paciente e acompanhante no hospital de Itabaiana

Por volta de 2h40 da madrugada desta terça-feira (4), duas pessoas foram assassinadas dentro do Hospital de Itabaiana por dois homens que se passaram por policiais. Foram ouvidos cerca de 15 disparos de arma de fogo.

Os dois homens chegaram na unidade hospitalar se passaram por policiais civis, apresentaram carteiras na recepção e foram liberados para entrar, eles então se dirigiram para a enfermaria, onde executaram a tiros o ex-presidiário Gladston Wendel de Jesus Amaral, de 20 anos, conhecido por Turu, e o acompanhante dele identificado como Franklin Teixeira de Jesus de 21 anos.

O paciente estava internado no hospital desde o dia 29 de junho depois de ter sido atingido por tiros no tórax, braço e antebraço, em um evento festivo em Itabaiana. O Instituto Médico Legal (IML) recolheu os corpos nas primeiras horas da manhã.