DETRAN QUER DIVIDIR SERVIÇOS COM AUTOESCOLAS!

 

Os donos de escolas de formação de condutores de Sergipe e a direção do Departamento de Trânsito de Sergipe (Detran) participaram de uma reunião ontem, 5, para tratar da transferência de alguns serviços do Detran para as autoescolas. A proposta do órgão é que serviços como entrada no processo de habilitação, biometria, retirada de carteira de habilitação e adição sejam feitas nas autoescolas, e não mais na sede do órgão. Por enquanto nada está definido, uma nova reunião será marcada para decidir pela viabilidade ou não da proposta, mas caso o projeto seja aceito, a população é quem terá que arcar com os custos do serviço.
De acordo com Everton Ferreira, presidente do Sindicato dos Instrutores de Autoescola, a proposta do Detran é viabilizar o atendimento aos clientes, mas se aceita, trará custos adicionais para os empresários. “O projeto é para que o processo de habilitação, a entrega da carteira de habilitação, a biometria e a adição de habilitação, quando a pessoa já tem um tipo de habilitação e quer tirar outra. Isso vai diminuir os serviços do Detran, mas aumenta o serviço e a despesa das autoescolas, que terão que contratar pessoal e comprar equipamento para prestar o serviço e isso vai ter que ser repassado para o consumidor”, explica.
Ainda segundo informa Everton, a partir do momento que os serviços passarem a ser disponibilizados nas autoescolas, não será mais feito no Detran. Sobre o valor que será agregado a isso, o sindicalista adianta que será um valor irrisório, mas cada empresário é livre para cobrar quanto quiser. “A ideia é, se for aprovada a proposta do Detran, cobrar uma taxa de serviço, só para cobrir as despesas, seria algo em torno de R$ 5 a R$ 10 por serviço, mas podem ter autoescolas que queiram cobrar mais por isso. O Detran nos propôs isso, mas não irá nos dar nenhuma ajuda financeira para aquisição de materiais, tudo saírá do nosso bolso, por isso, ficou muita gente contra, esse é um projeto que ainda vamos decidir”, conta o presidente.
Demanda
Outra questão levantada por Eveerton é sobre o desafogamento do serviço no Detran. Para ele a sobrecarga irá diminuir, porém os empregos também poderão ser reduzidos. “Se uma boa parte da população deixar de ir para lá e procurar a autoescola, outra parte já faz o processo pela internet, então o serviço no Detran vai ficar mais tranquilo, mas também se tiver concurso a ser feito ou alguém esperando ser chamado não vai ser porque não haverá mais necessidade, pelo menos eu vejo dessa forma”, opina o sindicalista.
Para o presidente do sindicato, a única vantagem de tudo isso é a qualidade do atendimento ao cliente vai melhorar. ” A empresa vai ganhar por melhorar a qualidade do atendimento ao cliente, o serviço na autoescola vai facilitar, vamos viabilizar tempo e as condições para nosso cliente, mas com Detran passando essa responsabilidade para nós, os clientes terao que arcar com as taxas, mas mesmo pagando, acredito que os clientes ficarão mais satisfeitos”, revela Everton.
A reportagem do Jornal Correio de Sergipe tentou contato por telefone com o Detran, mas até o fechamento desta matéria não obtee êxito.
Informações: Jornal Correio de Sergipe