Faltam 8 dias para o Enem: veja dicas finais para prova de ciências humanas

Faltam oito dias para o início do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 8 e 9 de novembro, e a dica nesta contagem regressiva do G1 é para a prova de ciências humanas, que será no sábado da semana que vem (8), junto com a prova de ciências da natureza.  A prova de ciências humanas engloba temas de história, geografia, sociologia e filosofia. E também traz muitas questões sobre temas da atualidade. Veja abaixo alguns temas que podem ser abordados na prova

FAÇA O SIMULADO FINAL DO ENEM

50 ANOS DO GOLPE MILITAR

50 anos do golpe militar (Foto: Arquivo/Agência O Globo)

Este ano o Brasil completou 50 anos do golpe militar de 31 de março de 1964. A renúncia do presidente Jânio Quadros, em 1961, desencadeou uma série de fatos que culminaram em um golpe de estado. O sucessor, João Goulart, foi deposto pelos militares com apoio de setores da sociedade, que temiam que ele desse um golpe de esquerda.

O ambiente político se radicalizou, porque Jango prometia fazer as chamadas reformas de base na “lei ou na marra”, com ajuda de sindicatos e de membros das Forças Armadas. Os militares prometiam entregar logo o poder aos civis, mas o país viveu uma ditadura que durou 21 anos, até 1985.

Veja especial sobre os 50 anos do golpe

60 ANOS DO SUICÍDIO DE GETÚLIO VARGAS

Retrato de Getúlio Vargas em seu quarto no Palácio do Catete (Foto: Marcelo Elizardo/G1)

Pressionado por militares e pela oposição a renunciar ao mandato, Getúlio Vargas, o presidente que mais tempo ficou à frente do país pôs fim à própria vida, aos 72 anos, com um tiro no coração disparado por um revólver Colt calibre 32 em seu aposento no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, sede do poder executivo, na época, no dia 24 de agosto de 1954.

A morte trágica do líder civil da Revolução de 1930, presidente constitucional, ditador do Estado Novo e um dos principais personagens da política brasileira no século 20 gerou comoção em todo o país e adiou, por uma década, um golpe de Estado.

O suicídio do homem conhecido como “pai dos pobres” foi o desfecho dramático de uma crise política que antecipou o epílogo do segundo governo de Vargas na Presidência da República.

Veja reportagem sobre o legado de Getúlio Vargas

100 ANOS DE PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

No dia 28 de julho de 1914 o Império Áustro-Húngaro declarou guerra à Sérvia. Esse ato foi o início de um efeito dominó que envolveu países dos cinco continentes e só teve fim em 1918. Relatos históricos da época mostram que houve uma grande indiferença do Império Austro-Húngaro em relação à morte do príncipe herdeiro Francisco Ferdinando. Sua morte foi apenas uma desculpa para que se iniciasse a já iminente guerra. Nas primeiras horas após ela ter sido declarada começou um bombardeio contra civis na cidade de Belgrado. Durante todo o conflito, 10 milhões de soldados morreram e calcula-se que um número equivalente de civis também tenha morrido.

Saiba mais sobre a Primeira Guerra Mundial

ELEIÇÕES NO BRASIL

Em ano eleitoral, é possível que o Enem leve o tema da história da evolução dos votos para a prova de ciências humanas. O candidato deve estar atento para responder sobre as conquistas dos brasileiros pelo direito ao voto. “Todas as conquistas sociais, todas as conquistas políticas no Brasil são consequência da luta do povo brasileiro. A conquista do voto universal, a conquista do voto da mulher, o direito do voto do analfabeto, representam exatamente uma consequência da mobilização da sociedade. Esses segmentos que foram para as ruas e que lutaram pelos seus direitos”, diz o professor de história Lula Couto, do Projeto Educação.

Saiba mais sobre a evolução do voto no Brasil

CONFLITOS NA FAIXA DE GAZA

A escalada de violência na Faixa de Gaza entre israelenses e palestinos começou em junho deste ano no terceiro conflito do tipo desde a tomada de Gaza pelo grupo islâmico Hamas, em 2007. A instabilidade política predomina na região e as divergências vem provocando inúmeros confrontos com muita morte e destruição.

Entenda motivos dos dois lados do conflito entre palestinos e israelenses

CRISE NA UCRÂNIA

A Ucrânia vive uma grave crise social e política desde novembro de 2013, quando o governo do então presidente Viktor Yanukovich desistiu de assinar um acordo de livre-comércio e associação política com a União Europeia (UE), alegando que buscaria relações comerciais mais próximas com a Rússia, seu principal aliado.

Oposição e parte da população foram às ruas contra a decisão, em protestos violentos que deixaram mortos. Em 22 de fevereiro de 2014, as manifestações culminaram na destituição do contestado presidente pelo Parlamento e no agendamento de eleições antecipadas para 25 de maio. A assinatura ocorreu em meio a confrontos no leste do país, palco de um movimento separatista pró-Rússia, e a ameaças e críticas do governo de Moscou.

Saiba mais sobre a crise na Ucrânia

GLOBALIZAÇÃO

Outro tema que pode ser abordado na prova da humanas, a globalização tem muita relação com os avanços nos processos tecnológicos. A evolução dos meios de transporte e a internet, permitiu aos países adotarem novos modelos de negócios. Graças à revolução dos meios de transporte, o capitalismo conseguiu vencer muitas barreiras. A gente tem, portanto, nesse cenário, uma maior integração da economia entre os vários países. Isso é globalização”, diz o professor de história Ricardo Gomes, do Projeto Educação, da Globo Nordeste.

Saiba mais sobre o processo de globalização

FILOSOFIA E SOCIOLOGIA

O Enem costuma cobrar sociologia e filosofia em um terço das 45 questões de ciências humanas, segundo o professor Eduardo Calbucci, do Anglo Vestibulares. “Nas questões de sociologia, o Enem tem uma predileção por abordar cultura e antropologia”, afirma o professor. “Já em filosofia, é comum caírem questões de leitura e interpretação de fragmentos filosóficos.”

Veja mais aulas sobre filosofia e sociologia

 

Fonte: Do G1, em São Paulo