Feirão do Limpa Nome chega a Itabaiana na quarta-feira (29)

Feirão do Limpa Nome chega a Itabaiana na quarta-feira (29)

Feirão do Limpa Nome chega a Itabaiana na quarta-feira (29)

Mais uma edição do Feirão do Limpa Nome será realizada no interior de Sergipe. Dessa vez, a ação, promovida pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais e Soluções de Conflitos e Cidadania (Nupemec) do TJSE em parceria com o Câmara de Dirigente Lojistas de Itabaiana Lojistas (CDL/ITA), chega a Itabaiana, na quarta-feira, dia 29/10, na CDL, e prossegue até a sexta-feira, dia 31/10. Na ocasião, as pessoas que estiverem com o nome no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) poderão negociar com o Banese, BaneseCard, G Barbosa, Credimoveis, A Ideal Calçados, Supermoda, O Herderinho, DGM, Supermercado Irmãos Peixoto, Serrana Distribuidora, Lindolar, Sobral Moves, Super. Messias Peixoto, Thamy Calçados e Novana.

Neste semestre, o Feirão do Limpa Nome já passou por Nossa Senhora da Glória, entre os dias 24 e 27/09, e Propriá, entre 15 e 18/10. Depois de Itabaiana, a ação será levada para Lagarto, entre os dias 5 e 8/11, no ginásio de esportes da AABB; Aracaju, no Arquivo Judiciário, entre os dias 12 e 21/11; e, por fim, chegará a Estância, entre os dias 26 e 29/11, na AABB.

Só em Nossa Senhora da Glória, foram realizados mais de 1.500 atendimentos, onde a Secretária Executiva da CDL, Rosa de Góis, falou sobre a importância da ação e parceria firmada com o Tribunal de Justiça de Sergipe. “O Feirão é muito importante para os lojistas, na medida em que recuperam os seus créditos. E para a população é a chance de se reinserir no mercado consumidor”, afirmou Rosa.

Segundo a Juíza Dauquíria Ferreira, Coordenadora do Centro Judiciário de Resolução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), o feirão oferece ao consumidor a oportunidade de negociar as dívidas diretamente com as empresas participantes. “O Nupemec pré-negociou com as empresas e bancos condições de pagamento muito vantajosas para que as pessoas consigam quitar seus débitos. Quem estiver com o nome inscrito no SPC ou Serasa pode ir até o feirão e negociar diretamente com a empresa ou banco”, explicou.

Ascom TJ/SE