Hoje tem espetáculo: Circo Irmãos Power em Lagarto

Armado luxuosamente no estacionamento do Parque Zezé Rocha, os irmãos Power trazem para a cidade uma das maiores estruturas de circo do país.

Depois de uma temporada de sucesso em Itabaiana o Circo Irmãos Power desembarca em Lagarto. Armado luxuosamente no estacionamento do Parque Zezé Rocha, que foi cedido gentilmente pelo empresário, os irmãos Power trazem para a cidade uma das maiores estruturas de circo do país.

– Duas coberturas em lona de 55m x 45m com quatro mastros de sustentação
– Uma estrutura de arquibancada de alumínio com 3.500 cadeiras encaixáveis; o espectador, de qualquer ponto, pode assistir ao espetáculo com conforto, ampla visão e segurança
– Cerca de segurança em ferro galvanizado de encaixe
– Um trio elétrico completo
– 20 veículos para transporte de material e pessoal
– Uma lona 46m x 58m
– Praça de alimentação (lona 15m x 25m)
– Sala de espera
– Banheiros especiais para deficientes físicos

O espetáculo tem a duração de aproximadamente duas horas, com intervalo de dez minutos. A primeira parte traz espetáculos originais do mundo do circo. Palhaços, contorcionistas, equilibrista, malabarista, globo da morte etc.

Mas o que prende a respiração do público mesmo são as acrobacias em touros. O patriarca da família, Didi Power, passou a técnica aos filhos que hoje trazem em cada espetáculo uma novidade e um desafio de tirar o fôlego da plateia.

“Os animais nunca são os mesmos, são emprestados por criadores da cidade onde estão, isto proporciona a oportunidade do inusitado em cada espetáculo, pois não conhecemos os animais. Eles são imprevisíveis e uma surpresa pode acontecer a qualquer momento”, diz Didi Power, um dos filhos que participa do perigoso número.

Ele ressalta que nenhum tipo de violência é cometido contra os animais e não são utilizados objetos que estimulem a ferocidade dos touros. Durante as acrobacias em touros são realizados saltos acrobáticos sobre o lombo, pegas, montarias em pelo e desafios frente a frente, mostrando a destreza dos Powers. “Quanto mais bravo o animal, melhor para o espetáculo”, conclui Didi.

O lema da Família Power, além do prazer e profissionalismo colocados em prática em cada lugar que passam, é fazer da arte suas vidas. A fé em Deus está presente em cada momento do show. Na arena, antes do desafio, os acrobatas fazem uma oração a Nossa Senhora Aparecida, protetora dos rodeios.

Veja vídeo das apresentações acima

A segurança tem destaque na programação diária. A preocupação do Circo Irmãos Power é proporcionar conforto e lazer aos patrocinadores, convidados, imprensa e público em geral. Para tanto, pessoas especializadas são contratadas para realizar um rígido esquema de segurança preventiva nas áreas chamadas de “Circulação Especial”.A polícia sempre está presente e, para o legal funcionamento do espetáculo e garantia de maior segurança ao público, são necessárias autorizações do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Engenheiro Civil e Elétrico, Prefeitura e Ministério Público da cidade.

O circo se caracteriza por ser uma companhia familiar, fator preponderante para o sucesso e integridade durante tanto tempo de estrada. Já percorreram quase todo o território nacional e países da América Latina, como Chile, Argentina e Uruguai.

HISTÓRIA
A saga da familia Power começou no ano de 1953 com o patriarca da família, Didi Power, fazendo apresentações por todo o país na antiga modalidade de espetáculo “pano de roda”, circo sem cobertura de lona.

A história do Sr. Didi, baiano da capital, é digna de um livro… E este já está sendo escrito com lançamento em breve. Ele que não era de família circense – ao contrário, a família era de modestos pecuaristas no bairro (subdistrito) de Periperi – traçou um objetivo para a sua vida: assim que seus pais fossem desta para a melhor ele iria ganhar o mundo com um circo.

O destino se cumpriu e ele que acabara de sair da adolescência foi em busca do seu sonho.
Naquela época ele já desafiava os animais tidos como os mais perigosos de cada lugar por onde passava, mostrando sua coragem e capacidade em fazer acrobacias em touros.

Seu primeiro circo era feito de palha de coqueiro, o segundo já foi feito como descrito acima, era um “pano de roda” (uma circunferência de tecido sem a cobertura superior). O de seu Didi tinha uma característica interessante, porque era encerado com argila, ainda assim era sucesso por onde passava.

Foi no Rio de Janeiro que o sonho se concretizou. Didi fez fama nos bairros, a bilheteria lhe rendeu dinheiro que ele nunca tinha visto antes naquela quantidade. Com o montante arrecadado foi possível comprar a primeira lona de verdade, o primeiro caminhão e assim nascia o “Circo de Touros Novo México”, primeiro nome da companhia.

Hoje, com sua esposa Ray, que é sergipana de Tobias Barreto, os filhos Linda, Didi, Berg, Sayonara, Rock, Júnior, Leandro, Michely, Patrick e Abdala, e os netos Matheus, Lucas, Isabela e Berg Power apresentam acrobacias em touros entre outras atrações, mostrando muita variedade ao público.

Foram contratados pela Rede Globo para participarem do programa “Oh, Que Delícia de Show”, sucesso da TV nos anos 70. Participaram do filme “Os Saltimbancos Trapalhões”. E recentemente dos filmes “O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili” e “O Menino da Porteira” estrelado pelo cantor Daniel. Além de várias apresentações no “Programa do Ratinho”, no SBT.

Irmãos Power em Lagarto. Sábado20:30h / Domingo duas sessões às 18h e 20h30h

PREÇOS:
Adultos: R$ 20
Crianças: R$ 10