Homem que mantinha refém em Simão Dias foi baleado pela polícia, vítima foi liberada

No início da manhã desta quarta-feira (12), um homem identificado como Gilvando Santos, de 37 anos, conhecido como Vandinho Mototax, fez refém um funcionário público municipal em Simão Dias. Transtornado e armado com uma faca ele entrou na Ação Social do município e fez refém o homem identificado como João de Deus, na Rua do Alambique, próximo ao cemitério.

Inicialmente circulou a informação que o homem estava transtornado pois seu nome teria sido excluído do benefício Bolsa Família, porém em um áudio uma mulher que se identifica como funcionária na ação social desmentiu essa informação. “Ele já chegou com uma faca dizendo que queria matar alguém” disse a funcionária. Ela informou ainda que o funcionário João de Deus trocou de lugar com o primeiro refém também funcionário do local.

Desfecho

O desfecho ocorreu por volta das 11h50. Policiais conseguiram se aproximar do suspeito, que ofereceu resistência e acabou sendo baleado. Ele foi socorrido e levado para o hospital da cidade, o Lagarto Como Eu Vejo apurou e confirmou que ele não resistiu aos ferimentos e morreu, o corpo será recolhido pelo Instituto Médico Legal.

A vítima não se feriu e foi encaminhada a delegacia do município para prestar depoimento.

Motivação

“Os levantamentos iniciais são de que a motivação para tal fato estaria atrelada a um episódio que o indivíduo alega ter sofrido no passado. Ele disse que no local, onde atualmente funciona a secretaria, existia um abrigo e que ele teria sido acusado por algumas jovens que viviam nesse local pelo crime de estupro. O suspeito pedia que as jovens fossem ao local desfazer as acusações”, explicou o delegado Clever Farias ao G1 Sergipe.

Por LagartoComoEuVejo.com.br
Atualização às 13h09