Jony Diz Que Ninguém Do PMDB Tem Direito Ou Força Para Reagir A Jackson

O precandidato a prefeito por Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), almoçou neste domingo (26), em um restaurante da 13 de Julho, com o deputado federal Pastor Jony (PRB) e falaram sobre as eleições e o anuncio que o governador Jackson Barreto (PMDB) fará nesta segunda-feira (27), do nome para disputar a prefeitura de Aracaju, com aval da base aliada.

Edvaldo mostrou ‘feliz’ com as notícias de sua indicação pelo governador e voltou a conversar com lideranças políticas da Capital, em busca de chegar a um consenso do bloco. Segundo Jony, que esteve no sábado 25 com Jackson Barreto ao lado do prefeito Heleno Silva (PRB), o governador não pediu voto para Edvaldo e nem o anunciou como candidato a prefeito, mas deixou claro que o nome para disputar a Prefeitura seria o do ex-prefeito.

Diante da informação de uma provável reação dos peemedebistas, o deputado federal Jony Marcos foi duro: “ninguém do PMDB tem direito ou força para reagir a uma decisão do governador Jackson Barreto”.

E continuou: “só quem tem um caminhão de votos, poderia pressionar pelo nome de Zezinho Sobral (PMDB), mas ninguém na sigla tem essa representatividade eleitoral na legenda, para impor alguma coisa”. Segundo ainda Jony, “o PMDB precisa uma vela para Jackson durante mais 20 anos”.

O deputado perguntou, “Jackson Barreto deve a eleição dele ao Governo a quem do PMDB?”

Jony admite que Zezinho Sobral (PMDB) é um “bom candidato, mas JB é quem decide sobre as eleições municipais do bloco este ano”. Aproveitou o momento para adiantar que o PRB vai apoiar a prefeito de Aracaju, quem o governador Jackson Barreto indicar.