Juiz é acusado de atirar em vira-latas na orla de Propriá-SE, e internautas protestam

O juiz de Cedro de São João, Geilton Costa, está sendo acusado de ter disparado um tiro em um cachorro vira-lata, na orla da cidade de Propriá, a 95 quilômetros de Aracaju. Aconteceu na tarde desta terça-feira (17) e ainda não se tem dados concretos das razões que teria levado à reação do magistrado acusado.

A notícia rola nas redes sociais com indignação pela violência com que o vira-lata foi baleado. Segundo relato de pessoa que teria assistido o ato, “o juiz teria disparado vários tiros no cão e muita gente presenciou, havendo correria”. O cachorro resistiu, foi levado a uma clínica veterinária, onde se submeteu a cirurgia e passa bem.

O presidente do Simpol, Antônio Moraes, publica em grupo social que a “arma pode ser da Secretaria de Segurança Pública (SSP)” e lembra que “disparo de arma de fogo em via pública é crime”. Segundo ainda Moraes, o magistrado recebeu medalha da Polícia Civil em novembro passado.

Também na rede social, outro internauta diz que o caso “não vai dar em nada”, e acrescenta que “nunca vi um juiz punido”. E conserta: “minto, já vi com aposentadoria precoce. Juízes são deuses”, conclui.

História – Via Facebook, Arivaldo Dias Filho conta que “César Oliveira Filho estava na orla, em Propriá, no Beira Rio [Ninho Totozão Entretenimentos], quando ouviu um tiro. Ao se aproximar da grade viu uma pessoa correndo e guardando uma arma. Estava de costas e não pode reconhecê-la. Logo abaixo tinha um cachorro vira-lata baleado junto à sua irmã, Maria Luíza, que é especial, e costuma passear ao lado de um poodle”.

César já conversou com a irmã por diversas vezes, porque o seu cachorro costuma latir para pessoas que se aproximam dela, sem contudo agredi-las. Quem assistiu o caso disse que o atirador era um juiz: “Corri para ver como minha irmã estava. Ela estava bem e disse que pediu para a pessoa não atirar. Não adiantou, ele atirou”.

– Isso em plena orla [do rio São Francisco], em plena luz do dia. Algumas pessoas disseram que quem atirou foi o Dr. Geilson, juiz de direito de Cedro de São João. A princípio não acreditei, mas as pessoas continuaram afirmando que fora ele. Conclui a informação do Facebook.

Fonte: Fax Aju