Justiça condena Toinho Toyota a 57 anos de prisão e Boy a 44 anos de reclusão

Os dois foram responsáveis pela morte de três adolescentes em Itabaiana.

Na madrugada desta terça-feira (19), terminou o julgamento do ex-delegado Antônio Carlos Ferreira de Matos, conhecido por ‘Toinho Toyota’, e Wilton Nogueira, conhecido como ‘Boy’, acusados de praticarem chacina no município de Itabaiana.

Os dois foram condenados por praticarem homicídio, sequestro e cárcere privado tendo como vítimas à época, os adolescentes Carlos Magno Menezes Fernandes, 16 anos, João Cléverton Matias dos Santos, 16, e José Valdemir dos Anjos Júnior, conhecido como Juninho, 13 anos. As mortes ocorreram em 2001 em Itabaiana, mas os corpos foram encontrados no município baiano de Fátima.

chacina-itabaiana-se

Toyota foi condenado a 57 anos de prisão, enquanto o Boy teve a pena de 44 anos de reclusão. O ex-delegado também foi condenado à perda do cargo público que ocupa na Assembleia Legislativa. Ele terá o direito de aguardar em liberdade a contestação da pena. Já Wilton Nogueira, o Boy, que servia como informante da polícia civil no município de Itabaiana teve prisão preventiva decretada pelo juiz José Amintas Júnior.

O julgamento estava marcado para outubro de 2011, mas um pedido desaforamento do promotor visando imparcialidade do júri suspendeu o julgamento dos réus e transferiu de Itabaiana para Laranjeiras.

Da redação Itnet.