MÁFIA DA MERENDA: “Trancaram os alunos para não falarmos a verdade”

O programa Conexão Repórter, do SBT, voltou a veicular denúncias de fraudes emlicitações da merenda escolar em municípios de Sergipe na edição deste domingo e madrugada desta segunda-feira.

Roberto Cabrini voltou a destacar denúncias exibidas no primeiro programa, que causaram a renúncia da prefeita de São Cristóvão, Rivanda Batalha.

O partido mostrou a posse do novo prefeito, Jorge dos Santos, mais conhecido como Jorjão, sob vais e ovos.

Em sua segunda edição sobre o que chama de “Os Senhores da Fome”, Roberto Cabrini destacou o município de Nossa Senhora do Socorro.

O jornalista disse que o prefeito Fábio Henrique (PDT) se recusou a recebê-lo. No município, Cabrini foi atendido pelos secretários Carlos Cunha e Henrique Matos, respectivamente, da Educação e da Comunicação.

 

Carlos Cunha disse que a prefeitura sempre serviu merenda de qualidade.

Com um prato na mão, mostrando a merenda que estava sendo servida, Cabrini perguntou aos alunos: “Esta é a merenda que vocês comem todos os dias”. Resposta, em coro, dos alunos: “Não. Só hoje”.

Um dos estudantes denunciou: “Trancaram os alunos para nós não falarmos a verdade”.

O programa mostrou pagamento de propina de R$ 10 mil e reunião antes da licitação, que a prefeitura cancelou depois do primeiro Conexão Repórter.

Quadrilha financia campanhas eleitorais

Cabrini também entrevistou o ex-prefeito de Umbaúba Anderson Farias (PT), que disse que os empresários que fazem parte da Máfia da Merenda financiam campanhas eleitorais.

Anderson disse que foi assediado pelos empresários.

Não foi citado nome de político.

Por NE NOTÍCIAS