Monumento de homenagem à Marcelo Déda será construído

dedahomenagem_internaO Instituto Banese e a Prefeitura de Aracaju assinaram o Termo de Outorga de Cessão de Uso para a construção de um monumento em homenagem ao ex-governador Marcelo Déda no Parque Governador Augusto Franco (Sementeira).

O monumento será construído onde está a árvore da espécie Pau Brasil plantada, no ano de 2005, por Marcelo Déda e pela ex-primeira dama Eliane Aquino durante um evento que marcou a implantação do Bosque do Sesquicentenário de espécies tropicais, e onde foi depositada parte de suas cinzas, atendendo a um dos seus últimos pedidos pouco antes de falecer.

Com o projeto de construção do monumento, o Instituto Banese realiza mais uma ação de valorização e preservação da história de Sergipe, tendo em vista a reconhecida trajetória política do ex-governador. “Cumprindo o estatuto do Instituto Banese de preservação do acervo histórico e cultural de Sergipe, assim como é feito no Museu da Gente Sergipana, que agora leva o nome de Marcelo Déda, o monumento é, além de uma homenagem, uma forma de preservar a memória desse homem que marcou a política no Estado, e que agora faz parte da história de Sergipe”. O diretor superintendente, Ezio Déda, agradece ainda a sensibilidade da Prefeitura de Aracaju por ceder a área onde será construído o monumento, que segundo ele, terá sua obra iniciada em março com a previsão de término para o mês de junho.

De acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLOG) de Aracaju, Igor Leonardo Moraes Albuquerque, a Prefeitura de Aracaju se sente feliz em contribuir com a preservação da memória do ex-governador Marcelo Déda. “Desde a solicitação inicial para a construção do monumento o prefeito João Alves acatou a ideia e a prefeitura se sente honrada em poder colaborar com a preservação da memória de Marcelo Déda, um homem e um político que marcou a história de Sergipe e de Aracaju, cidade da qual foi prefeito duas vezes e com a qual teve uma forte relação. Estaremos acompanhando o processo de construção do monumento e com certeza iremos colaborar para que o Instituto Banese realize esse importante projeto”.

A construção do monumento em homenagem a Marcelo Déda também é um desejo da família do ex-governador, que desde dezembro de 2013 buscou meios para torná-lo real. Além de entender o projeto como a concretização do pedido de Déda, a ex-primeira dama Eliane Aquino o considera como um presente dedicado aos sergipanos. “A construção desse monumento representa mais que a realização de um dos últimos desejos de Marcelo. Representa um presente que gostaríamos de entregar ao povo de Sergipe, que ele tanto amou. Esse espaço será não só uma forma para que as pessoas possam conhecer um pouco mais sobre a trajetória do ex-Governador, mas especialmente absorverem mais sobre sua história. Uma história que esteve por muito tempo entrelaçada à do homem republicano e estadista, que abriu as portas para o desenvolvimento do nosso estado e que alcançou o mais alto posto do Poder Executivo em Sergipe, mas que nunca esqueceu da população, mesmo nos momentos mais difíceis que atravessou. Espero que esta e as próximas gerações tenham como exemplo o legado que ele nos deixou e que devemos carregar na mente e nas ações”.

Além do Diretor superintendente do Instituto Banese e do Prefeito de Aracaju, a assinatura do termo contou com a presença do vice-prefeito, José Carlos Machado, do Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Igor Leonardo Moraes, da Secretária Municipal de Governo, Marlene Calumby, e da ex-primeira dama, Eliane Aquino.