Mulher é detida por aborto e ocultação de cadáver em Estância

Segundo delegado, ela vai responder processo em liberdade.

Companheiro dela havia terminado a relação há um mês.

 Uma mulher de 30 anos foi presa na tarde desta terça-feira (14) suspeita de provocar o aborto do filho e de ocultar o corpo da criança de cinco meses de gestação no quintal da própria casa emEstância, a 67 quilômetros de Aracaju (SE).  De acordo com o delegado do município, André David Rodrigues, ela foi liberada e deve responder pelos crimes de aborto e ocultação de cadáver em liberdade.
  • “Vizinhos da mulher informaram a polícia sobre a suspeita de ela ter interrompido a gravidez no último fim de semana, pois estranharam a ausência da barriga e a falta de justificativa sobre o que teria acontecido. Fomos ao local averiguar e os policiais acabaram encontrando o corpo enterrado no quintal. A suspeita confirma a interrupção da gestação, mas não deu mais explicações”, explica o delegado.

    Segundo André David, pessoas que convivem com a mulher informaram que o companheiro dela terminou o relacionamento deles há um mês e que isso poderia ter motivado o aborto.

     

     

     

    Marina FonteneleDo G1 SE