Polícia sergipana monta cerco para prender fugitivos da Bahia

 

Quadrilha assustou cidade com tiros e fugiu com reféns em direção a SE.
Pelo menos 12 pessoas foram feitas reféns e servem como ‘escu

Polícia sergipana monta cerco para prender fugitivos da Bahia (Foto: Polícia Militar de Sergipe)Polícia sergipana monta cerco para prender fugitivos da Bahia (Foto: Polícia Militar de Sergipe)

Uma quadrilha armada com fuzis, formada por pelo menos 20 pessoas estão encaminhando-se a Sergipe após invadir a cidade de Conde, a 200 km de Salvador, por volta das 11h desta terça-feira (2) gerando pânico entre a população e a polícia.

De acordo com a Polícia dos dois estados os suspeitos evadiram-se do território baiano pela linha verde em direção a Sergipe.

Ainda segundo a assessoria da Polícia Militar, a polícia sergipana atua neste momento de forma conjunta com a polícia da Bahia pra reforçar as buscas.

De acordo com a Polícia Civil baiana, os criminosos atiraram por mais de 20 minutos e os disparos atingiram a delegacia, a viatura e o alojamento da Polícia Militar (PM). Em seguida, eles se dirigiram à agência do Banco do Brasil, renderam funcionários, fizeram os clientes de “escudo humano” e fugiram com reféns, de acordo com a Polícia Militar da Bahia.

Pelo menos 12 pessoas foram feitas reféns e colocadas no “capô” e na janela da caminhonete, entre funcionários e clientes. Duas aeronaves da polícia de Sergipe ajudam nas buscas, além do Comando de Operações Especiais (COE), o Batalhão de Choque, o Grupo Tático Ostensivo Rodoviário (GTOR), equipes da 51ª Companhia Independente da PM (CIPM), da CIPE, do Grupamento Aéreo (GRAER) e do BOPE ajudam nas buscas.