Policial é detida por abandonar o posto de trabalho

Segundo a PM, ela deveria estar supervisionando policiamento ostensivo.
Ela foi encaminhada para a Corregedoria de Polícia.

Na manhã deste sábado (18), a sargento da policia militar e presidente da Associação Integrada de Mulheres da Segurança Pública em Sergipe foi detida por abandono do posto de trabalho.

Segundo o tenente-coronel Paulo Paiva, relações públicas da Polícia Militar de Sergipe, a sargento estava escalada para o serviço no 6º Batalhão como supervisora do policiamento ostensivo na capital e  no final da manhã ela foi flagrada por um policial na sede da associação realizando trabalhos no local. E ele deu voz de prisão a sargento baseado no Artigo 195 do Código Militar.

O artigo do Decreto Lei nº1.001 diz que abandonar, sem ordem superior, o posto ou lugar de serviço que lhe tenha sido designado, ou o serviço que lhe cumpria, antes de terminá-lo: Pena – detenção, de três meses a um ano. Descumprimento de missão.

Ainda de acordo com Paiva, ela foi encaminhada a Corregedoria Militar, onde aguarda a homologação da prisão.

Segundo o assessor jurídico da Associação Gerson Carvalho, testemunhas ainda estão sendo ouvidas e não existe um posicionamento oficial da Associação sobre o que ocorreu.

Do G1 SE