Preso PM acusado por exploração sexual infantil

Militar recebeu voz de prisão durante audiência em Fórum
PM e o músico respondem ao processo presos (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O soldado Luís Francisco dos Santos, 34, voltou à prisão, acusado por exploração sexual supostamente praticada contra crianças e adolescentes. O policial e o professor de música Rubens Rodrigues da Silva, 46, foram presos em setembro do ano passado durante as investigações que foram realizadas pela Delegacia de Atendimento a Crianças e Adolescentes Vítimas (DEACAV) da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

músico permaneceu preso, mas o soldado Luís Francisco foi beneficiado em decisão judicial para responder ao processo em liberdade. No entanto, nova decisão do Tribunal de Justiça, datada de 4 de dezembro último, em grau de recurso, opinava pela manutenção do réu preso.

No início da tarde da segunda-feira, 16, o policial militar, que estava solto, participava da audiência no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, no Fórum Gumersindo Bessa, e acabou recebendo voz de prisão, no momento em que se observou o mandado de prisão em aberto. Após a audiência, o soldado foi encaminhado ao Presídio da Polícia Militar (Presmil), onde deve permanecer aguardando novos encaminhamentos da justiça.

No processo judicial, que tramita naquele Juizado Especializado, há três réus: o policial militar e o professor de música, que estão presos, e ainda Osman dos Santos, que é considerado foragido da justiça.

O capitão Charles Victor, interino na PM5 [setor responsável pela Comunicação Social da PM], informou que o soldado Francisco chegou ao Presídio Militar às 14h30 da segunda-feira, 17, e que o Comando Geral aguardará o desfecho do processo judicial para adotar as medidas cabíveis. O capitão informou que não será necessária a instauração de processo administrativo já que o militar responde por crime comum e, em caso de condenção, já se prevê a perda de função.

 

 

Por Cássia Santana site http://www.infonet.com.br