Prostitutas mineiras inovam e oferecem pagamento em cartão de crédito ou débito

18_41_03_668_file

Trabalhadoras destacam a segurança em oferecer o serviço sem precisar carregar dinheiro em espécie
Record Minas

Convênio com a Caixa Econômica Federal transforma garotas em empreendedoras individuais

É crédito ou débito? Clientes de prostitutas em Minas passam, a partir desta semana, a ouvir esta pergunta na hora de combinar um programa. Um convênio da Caixa Econômica Federal com a Aspromig (Associação das Prostitutas de Minas) vai levar uma máquina de cartão para cada garota cadastrada e diversificar o pagamento.

Com a iniciativa, inédita no Brasil, as garotas de programa passam a ser consideradas na prática como empreendedoras individuais.

Além da segurança de não precisar carregar o dinheiro dos clientes, as prostitutas receberão benefícios como qualquer outro trabalhador por abrir conta no banco como pessoa jurídica, de acordo com a presidente da Aspromig Cida Vieira.

— É uma conquista de cidadania que queremos expandir para todo o País. A menina que aderir recebe a máquina de cartão em casa e passa a ser considerada uma empreendedora. É seguro para o cliente e a menina por não carregar dinheiro. Minha máquina chegou ontem. Como trabalho a noite, ainda não usei.

Cida garante que o registro da “compra” no extrato do cartão não vai “entregar” o cliente.

— É um registro de pessoa jurídica, sigiloso. Tudo guardado a “sete chaves”.

A meta, agora, é garantir a adesão de trabalhadores do ramo.

— É uma comodidade que deve alcançar garotas em boates, transexuais, as meninas que ficam em rodovias, enfim, uma conquista para todos quem trabalham neste mercado.

Com a adesão ao programa da Caixa Econômica, as prostitutas passam a ter cobertura da Previdência Social e benefícios como auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria e taxas de financiamento diferenciadas. A assessoria do banco foi procurada para se manifestar sobre a parceira, mas não enviou resposta até o momento da publicação.

Sem título

Esse é a segunda edição do concurso, que só é realizado na capital mineira e, desta vez, será apresentado por Elke Maravilha. Ao todo, 12 prostitutas irão concorrer ao título, que, conforme Cida, irá eleger a garota de programa mais simpática, carismática e elegante. Em 2012, a vencedora do Miss Prostituta 2012 foi Mara, de 25 anos
— Não se trata de um concurso de beleza, mas sim de um ato político. A Miss Prostituta será a mais carismática e simpática entre as concorrentes
Foto: Record Minas

4555

Este ano, antes do concurso, as prostitutas irão se reunir na Praça da Estação, às 9h, de onde farão uma caminhada até ao Shopping Uai, passando pela rua Guaicurus, via conhecida na capital como famoso ponto de prostituição
-Até a Marcha das Vadias já aderiu a nossa causa, que será encerrada com a Parada Gay. Estão todos convidados

222

Antes do concurso, outras prostitutas que se inscreveram, mas não foram selecionadas, irão participar de desfile da grife Daspu, que ficou famosa por dar visibilidade às garotas de programa. A grife irá apresentar a sua última coleção, às 19h, também no Shopping Uai
— O combinado é que, no próximo ano, as prostitutas não selecionadas irão participar do concurso, que foi muito bem aceito nacionalmente e até no exterior
Foto: Lucas Ávila