Quase R$300 mil são recuperados após furto

Quantia no valor de R$270 mil havia sido furtada de uma empresária da cidade de Itabaianinha.

Na tarde desta terça-feira, 24, policiais civis lotados no gabinete do

Foto: PC
Foto: PC

secretário adjunto, João Batista Santos Júnior prenderam Irene dos Anjos Santos, 36 anos, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo do município de Itabaianinha.

A prisão foi decretada após uma investigação iniciada por conta de um furto ocorrido na residência de uma empresária da cidade de Itabaianinha, ocorrido no último sábado, 21, onde foi levado aproximadamente R$ 300 mil em dinheiro e cheques, além de jóias, relógios e perfumes importados.
De acordo com o agente de polícia Adriano Machado, que coordenou a investigação, após conversas com uma das funcionárias da vítima, foi levantada a informação que Irene já tinha planejado roubar a família, sendo que, para isso, mataria o vigilante da residência e subtrairia objetos e dinheiro juntamente com um parceiro do estado da Bahia.
 Irene dos Anjos
“Este furto só foi possível porque Irene gozava da confiança da vítima e de seus familiares, pois trabalhava para a família há mais de 9 anos, mas, já vinha arquitetando o delito há algum tempo, só tendo a oportunidade de executá-lo agora, uma vez que pode ter contado com a participação de outra funcionária, a qual ainda está sendo investigada no inquérito policial presidido pelo delegado Francisco Gerlândio”, destacou Adriano.
Por conta da atuação rápida da Polícia Civil foi possível recuperar na cidade baiana de Jeremuabo, onde moram os familiares da autora, mais de R$ 270 mil entre cheques e dinheiro, além das jóias, dois relógios e dois perfumes importados da empresária.
“A polícia foi muito diligente. Com a perspicácia e rapidez dos policiais que atenderam o caso, foi possível recuperar quase todo o material furtado e desvendar o crime em menos de 24h”, destacou a vítima.
O delegado Francisco Gerlândio, após a prisão de Irene, ouviu o depoimento da acusada que confessou ter sido a autora do crime. Ela foi encaminhada para a delegacia da Barra dos Coqueiros, onde ficará custodiada à disposição do Juízo de Itabaianinha.
De acordo com João Batista, os policiais civis lotados em seu gabinete continuarão na cidade de Itabaianinha, sem tempo determinado, desenvolvendo um trabalho intenso no combate ao tráfico de drogas e roubos.
“Lá, contamos com um Centro Integrado em Segurança Pública (Cisp), reforçando a intenção do Governo em facilitar os trabalhos das policias Civil e Militar, que de forma integrada vem dando uma resposta efetiva às demandas no interior do estado”, pontuou Batista.
Fonte: Jornal da Cidade