Rússia se antecipa ao CAS e anuncia delegação com 68 nomes do atletismo

Comitê Olímpico do país quer 700 pessoas no Rio, contando com técnicos e oficiais

O Comitê Executivo do Comitê Olímpico da Rússia (ROC) parece ignorar o fato da participação do país na Olimpíada do Rio estar sub judice. Nesta quarta-feira, a entidade aprovou uma lista de 387 atletas – 201 homens e 186 mulheres – para serem inscritos nos Jogos e anunciou que deverá levar até 700 pessoas ao Brasil, contando também com técnicos e oficiais. Neste número estão incluídos os 68 nomes do atletismo que aguardam nesta quinta-feira um veredito da Corte Arbitral do Esporte (CAS) sobre sua elegibilidade após a suspensão aplicada pela Federação Internacional (IAAF) à Federação do país (Rusaf). As informações são da agência russa de notícias “Tass”.

+ Saiba tudo sobre a cobertura olímpica da Rio 2016

Alexander Zhukov comitê olímpico da rússia (Foto: Reuters)Alexander Zhukov é o presidente do Comitê Olímpico da Rússia: postura otimista diante dos fatos (Foto: Reuters)

Paralelamente ao julgamento da CAS, que nesta terça ouviu argumentos de defesa apresentados pelos atletas russos, incluindo a bicampeã olímpica Yelena Isinbayeva, o Comitê Olímpico Internacional (COI) conduz uma investigação para decidir sobre a participação da Rússia em todos os esportes da Rio 2016. Após a divulgação de um relatório da comissão independente da Agência Mundial Antidoping (Wada), o COI prometeu apurar a participação de autoridades do governo russo na fraude a exames antidoping. O documento da Wada revelou ainda que o esquema seria utilizado em mais de 30 esportes, tendo o atletismo como pior caso.

Como medida provisória, o COI anunciou, dentre outras medidas, que não forneceria credenciais de acesso para funcionários do Ministério do Esporte da Rússia ou qualquer outra pessoa citada no relatório de 103 páginas.

+ Chanceler russo acusa agência dos EUA de conspirar por veto geral do Rio
+ Dos gigantes do vôlei a Isinbayeva: Rio perderia brilho de favoritos sem a Rússia
+ Associação das Federações de Esportes de Verão é contra veto total à Rússia no Rio

Isinbayeva CAS (Foto: Reprodução: Instagram)Isinbayeva esteve em audiência do CAS nesta terça-feira (Foto: Reprodução: Instagram)

Dentre os 68 atletas russos que submeteram suas inscrições individuais à IAAF, a única que havia sido aprovada para competir como atleta neutra foi a saltadora Darya Klishina, que treina há anos nos Estados Unidos. A corredora Yulia Stepanova, delatora do escândalo de doping, também havia sido aceita para competir pela bandeira do COI. Ela, no entanto, não constará em nenhuma lista russa – no país, ela é vista como traidora.

Presidente do ROC, Alexander Zhukov tentou transparecer otimismo sobre a decisão do CAS, afirmando que um veredito positivo neste caso deverá pesar a favor do país no que tange à decisão do COI.

– As audiências ocorreram nesta terça em Genebra, e o veredito será provavelmente anunciado quinta. O veredito terá importante influência se nossa equipe de atletismo poderá competir nos Jogos Olímpicos. O veredito também terá larga influência nos próximos passos do COI, que nesta terça convocou o comitê executivo para discutir a participação dos nossos atletas na Olimpíada. A questão será resolvida no final da semana, mais provavelmente no domingo – disse Zhukov.