SOLDADOS DA PM DIZ QUE ESTÃO SOFRENDO DISCRIMINAÇÃO

 

Os recém formados soldados da policia militar estão reclamando da escala de serviço alegando que não estão tendo momento de descanso. Segundo um desses PMs que pediu para não ser identificado, está havendo discriminação e que isso estaria desmotivando os militares de trabalharem.

O problema maior da corporação é por até hoje não ser criada uma carga horária. Isso faz com que o policial militar acabe trabalhando muito além de outros trabalhadores. Por conta disso, muitos policiais, tanto os mais novos como os antigos, se sentem desmotivados para o trabalho.

Veja a reclamação do militar:

Sou um dos novos recrutas da PMSE. Primeiramente, gostaria de pedir ANONIMATO nesta denúncia com receio, óbvio de perseguição. Depois de 6 longos meses no curso de formação de soldados no CFAP, o qual aprendemos muito, e estávamos ansiosos em botar nossos ensinamentos em prática, tivemos o imenso desprazer ao ser apresentado aos batalhões de polícia comunitária com uma escala no mínimo discriminatória com os novos recrutas. Todos pegaram uma escala extremamente EXAUSTIVA, DESESTIMULANTE, E ATÉ IMORAL de 12hs por 36hs de folga, ou seja, trabalhamos dia sim dia não. A rotina policial militar é estressante, e todos nós precisamos de um período para descansar e renovar o gás para os serviços posteriores. Entretanto, porque essa discriminação com os recrutas? Além de já não termos uma carga horária definida (coisa que até os cavalos da pm tem), Só nós temos essa escala, que de modo algum nos propicia uma melhor qualificação. Não passamos por tanta dureza no curso de formação pra no serviço fim, sermos tratados de qualquer maneira. Peço ajuda aos amigos do fax aju, no sentido de dar voz a esta denúncia e reverter essa situação problemática. Obrigado, e até”.

 

 

 

fonte:http://www.faxaju.com.br/