Suspeito de matar professor com golpes de martelo na cabeça é preso

A Polícia Civil apresenta às 8h30 de segunda-feira, 30, na sala de imprensa Radialista Júlio César na Secretaria de Segurança Pública, os detalhes da investigação que prendeu na cidade Iturama, Minas Gerais, a 750 km de Belo Horizonte, o foragido da Justiça de Sergipe, Jenilton dos Santos Costa, suspeito de praticar um homicídio em dezembro do ano passado e de matar com golpes de martelo na cabeça um professor da cidade de Maruim em janeiro deste ano.

Relembre

O corpo do professor foi encontrado no dia, 24, de janeiro  na casa em que morava na cidade de Maruim. (Foto: arquivo/pessoal)
O corpo do professor foi encontrado no dia, 24, de janeiro na casa em que morava na cidade de Maruim. (Foto: arquivo/pessoal)

O corpo do professor Gilvan Cardoso, 45 anos, foi encontrado por um parente que foi até sua casa e após chamar por várias vezes e não ser atendido, resolveu arrombar a porta na tarde de domingo (24) de janeiro de 2016.

As informações davam conta de que o professor Gilvan estava sem encontrar em contato com a família desde o último sábado (23).

O corpo do professor foi encontrado na sala. As câmeras de monitoramento interno da casa e o veículo do professor foram levados.