Técnico morre após cair com torre de 100 metros

Área íngreme e de difícil acesso dificultou o trabalho dos Bombeiros; corda foi utilizada no resgate do corpo de Almir (detalhe); torre tinha mais de 100 metros e se repartiu após a queda

(Crédito: Fotos: Patrícia Belo/G1)

BELO ORIENTE – Uma torre de transmissão de rádio caiu e matou o auxiliar técnico Almir Ramos de Sousa, 42 anos, no Córrego do Simplício, divisa dos municípios de Belo Oriente e Mesquita.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Ipatinga, o acidente aconteceu durante um trabalho de manutenção da torre, que pertence a uma rádio de Belo Horizonte que será inaugurada na região no final deste ano.

Almir se encontrava no topo da estrutura, que possui mais de 100 metros de altura, no momento do acidente. Segundo os Bombeiros, o técnico utilizava todos os equipamentos de segurança necessários. A perícia da Polícia Civil irá investigar as causas da queda, mas a princípio acredita que tenha sido um problema na base da torre.

Além dos Bombeiros de Ipatinga, o acidente mobilizou equipes de Coronel Fabriciano e também do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Ipatinga, uma vez que, segundo colegas de trabalho da vítima que estavam no local, o técnico permaneceu agonizando alguns instantes depois do acidente.

Com a queda, a estrutura se partiu ao longo de uma grande área de matagal. O local, de difícil acesso, também dificultou o trabalho de resgate da vítima feito pelo Corpo de Bombeiros, que empregou sete homens ao todo. Outros três agentes da Polícia Militar ajudaram. Por se tratar de uma região íngreme, uma corda precisou ser utilizada. Ao todo, foram gastas duas horas para que os militares conseguissem retirar o corpo do técnico do local.
Almir Ramos era morador de Belo Horizonte, casado e pai de três filhos. Seu corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Ipatinga, onde ficará aguardando liberação.