VÍDEO COM CENAS FORTES: Viatura da PM arrasta mulher por rua e ela morre horas depois

Três policiais militares que socorreram uma mulher baleada em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, foram presos por determinação da própria Polícia Militar. Os três estão sendo investigados por terem socorrido, de forma errada, Cláudia da Silva Ferreira, que havia se ferido durante uma ação policial na comunidade da Congonha, em Madureira.

Segundo a própria Polícia Militar, dois subtenentes e um soldado resgataram a vítima na rua e a colocaram no porta-malas do carro. No caminho para o Hospital Carlos Chagas, o porta-malas se abriu e Cláudia foi arrastada, o que causou mais ferimentos a ela.

Os três policiais do Batalhão de Rocha Miranda (9o BPM) foram autuados pelo artigo 324 do Código Penal Militar, que é deixar de observar a lei ou regulamento, dando prejuízo à administração militar. O inquérito policial militar (IPM) está a cargo da 2ª Delegacia de Polícia Judiciária da PM.

O tenente-coronel Cláudio Costa, porta-voz da PM, afirmou em entrevista à “GloboNews”, que os policiais podem ser expulsos da corporação.

Fonte das informações: noticias.uol.com.br